12 abril 2009

Cervejaria Het Anker e as cervejas Gouden Carolus


Foto de Filip Geerts do ótimo blog belgian beer board.

A cervejaria Het Anker, que significa a âncora, é uma das mais antigas em funcionamento na Bélgica. As primeiras evidências da cervejaria estão nos registros dos fabricantes de cervejas da cidade de Mechelen em 1369. No século 15 a cervejaria ocupava cerca de um terço da cidade e fazia parte de uma beguinaria, um claustro de freiras.

Em 1872, Louis Van Breedam e sua irmã adquiriram o controle sobre a cervejaria Het Anker e a transformaram em uma das mais modernas cervejarias operadas à vapor naquele tempo. Durante a I Guerra Mundial a atividade de fabricação de cerveja foi interrompida e os equipamentos, que eram de cobre, foram usados para fabricação de armas, fato muito comum nas cervejarias de países ocupados por tropas alemãs durante as Guerras.

Em 1990, Charles Leclef, da quinta geração da família Van Breedam, assumiu o controle sobre a cervejaria. Os equipamentos para a fabricação de cerveja foram todos modernizados para garantir a estabilidade e a qualidade dos produtos. Novas cervejas foram lançadas e alcançaram sucesso internacional.

As cervejas mais conhecidas fabricadas pela Het Hanker possuem o nome Gouden Carolus, uma mistura de neerlandês com latim que significa Carlos Dourado, referência às moedas douradas do Imperador Carlos V (1500-58) que nasceu em Ghent e cresceu na mesma cidade da cervejaria, Mechelen. Carlos V foi imperador do Sacro Império Romano-Germânico um título remanescente do Império Romano, de Carlos Magno e dos imperadores medievais e impunha a missão divina de guardar a paz e a justiça na cristandade. As cervejas Gouden Carolus podem ser encontradas nas versões:

- Gouden Carolus Classic:
2007 - Melhor Strong Dark Ale no World Beer Award.
2007 - Medalha de ouro no estilo Belgiam Dubbel no European Beer Star.
2006 - Medalha de bronze no estilo Belgiam Dubbel no European Beer Star.
2005 - Medalha de ouro nos estilos belgas e franceses no Autralian International Beer Awards.
2004 - Medalha de prata no estilo Strong Dark Ale no World Beer Cup.

- Gouden Carolus Tripel:
2006 - Medalha de bronze no estilo Tripel no World Beer Cup.
2005 - Medalha de bronze no estilo Tripel no European Beer Star.
2004 - Medalha de prata no Helsinki Beer Festival.
2002 - Medalha de ouro no estilo Tripel no World Beer Cup.

- Gouden Carolus Ambrio.
- Gouden Carolus Cuveé Van de Keiser Blauw (Blue - Azul) - Feita no dia do aniversário de Charles V, 24 de fevereiro. Uma cerveja de guarda.
- Gouden Carolus Christmas - Sazonal de Natal.
- Gouden Carolus Easter Beer - Sazonal de Páscoa.
- Gouden Carolus Hopsinjoor - Lançada em 2008, é uma Belgiam IPA, novo estilo que recupera o gosto por cervejas lupuladas na Bélgica.
- Gouden Carolus Cuveé Van de Keizer Rood (Red - Vermelha) - Também lançada em 2008, é a versão clara para a cerveja do imperador (Cuveé Van de Keiser).


Gouden Carolus Classsic - Belgiam Dark Strong Ale, Ale, 8.%ABV, garrafa 330ml.

Cor: Cobre escura, límpida.
Espuma: Boa formação e média duração de espuma, de cor bege, boa consistência, deixando muitas marcas no copo.
Aroma: Malte, doce, caramelo, frutado, picante, torrado, vinho do porto.
Paladar: Malte, doce, caramelo, frutado, picante, torrado, álcool, vinho do porto, bom corpo, leve amargor.

Boa cerveja. Bom perfil maltado, com maltes escuros que remetem ao torrado tanto no aroma quanto no sabor. Leve fenólico aparece através de traços picantes, resultado da reação de fermentação.


Gouden Carolus Tripel - Belgiam Tripel, Ale, 9%ABV, garrafas 330ml.

Cor: Dourada intensa/ ambar clara, levemente turva.
Espuma: Alta formação e média duração, de cor branca, boa consistência, deixando muitas marcas pelo copo.
Aroma: Malte, doce, frutado (laranja), fermento, leve picante.
Paladar: Malte, doce, frutado (laranja), picante, fenólico, amargor final, bom corpo.

Otima Tripel. Bem equilibrada com uma boa presença do fermento, lembrando laranja, típico do estilo, e um fenólico picante. Esta foi a única degustada ainda com o rótulo antigo. As outras estão com o rótulo novo lançado em 2008. Perceba a diferença.


Gouden Carolus Ambrio - Belgiam Strong Pale Ale, Ale, 8%ABV, garrafa 330ml.

Cor: Cobre, turva.
Espuma: Alta formação e média duração, cor bege clara, bem consistente, deixando muitas marcas pelo copo.
Aroma: Malte, doce, frutado (maçã, banana, pêra), picante.
Paladar: Malte, doce, frutado (maçã, banana, pêra), picante, álcool, leve amargor, corpo médio.

Boa cerveja. Tem muito em comum com as outras Gouden Carolus. Seu maior destaque é o aroma frutado, bem claro e limpo, lembrando maçã e banana. Em síntese, é uma cerveja bem agradável e fácil de beber.


Gouden Carolus Hopsinjoor - Belgiam IPA, Ale, 8%ABV, garrafa 330ml.

Cor: Dourada, turva.
Espuma: Altíssima formação e duração, de cor branca, bem consistente, deixando muitas marcas pelo copo.
Aroma: Malte, doce, lúpulo, frutado (maçã, banana, pêra), fermento, picante, fenólico.
Paladar:Malte, doce, frutado (maçã, pêra), picante, fermento, fenólico, bom amargor final, com boa intensidade e duração, bom corpo.

Ótima cerveja. Já estava com muita curiosidade em torno dela desde seu lançamento. Aroma inicial bem doce e maltado. Presença de um frutado delicioso, lembrando maçã, banana e pêra. O lúpulo está bem presente, assim como o esperado para o estilo, sendo facilmente perceptível no aroma e principalmente no sabor, com um belo amargor. A espuma é lindíssima e de alta formação e duração, muito provavelmente pela maior presença de lúpulo que ajuda na manutenção de espuma. Considero o aroma desta cerveja como perto da perfeição. A união do aroma dos maltes, do frutado e do fenólico resultantes do processo de fermentação típico das cecrvejas belgas com o aroma do lúpulo típico das cervejas inglesas. Fui cativado! Impressionante como o perfil de amargor lembra bem algumas inglesas. Os lúpulos usados nesta cerveja são o Goldings, Spalt, Hallertau e Saaz. O nome Hopsinjoor é a união da palavra inglesa hops, que significa lúpulo, com opsinjoor, que é um homem baixo, gordo e com bigode, figura do folclore de Mechelen.

Um comentário:

Marcelo Pace disse...

Isso sim é cerveja, tomei em Brugges, Bélgica, porem lá ela e servida na pressão, como um chopp. Vale as pena experimentar!! Só que Lá o copo custa 3,60 euros, não sei qt custa a garrafa aqui.

Related Posts with Thumbnails