25 fevereiro 2009

Duvel

A Duvel (pronuncia-se como Dú-véu, em português) é sem dúvida alguma uma das melhores cervejas do mundo por ser extremamente complexa, alcoólica e ao mesmo tempo agradável e fácil de beber. É uma bebida clássica e deu início ao estilo Belgian Golden Strong Ale.

A história da cervejaria Duvel Moortgat começa em 1871, quando Jan-Leonard Moortgat fundou a, até então, cervejaria Moortgat na cidade de Puurs, entre Bruxelas e Antuérpia na Bélgica. Era uma cervejaria familiar com a produção vendida somente no mercado local. Em 1890, os irmãos de Jan-Leonard, Albert e Victor, assumiram os negócios. Albert virou o mestre-cervejeiro e Victor distribuia os produtos em uma charrete. Em 1919, Albert viajou para a Escócia para obter uma amostra da levedura da cerveja McEwan's. Esta levedura até hoje é utilizada na fabricação da Duvel.


No ano de 1923 uma nova cerveja foi lançada pela cervejaria e recebeu o nome de Victory Ale para celebrar o final da I Guerra Mundial. A cerveja era diferente de tudo que era servido na Bélgica. Segundo o web site da cervejaria, foi um sapateiro e amigo de Albert Moortgat que descreveu a cerveja como um verdadeiro diabo. Daí surgiu o nome para a cerveja que passaria a ser conhecida como Duvel, que em neerlandês significa diabo. Outras cervejarias belgas começaram a lançar suas versões para a mesma cerveja e algumas até mesmo batizavam suas versões com nomes que também se aproximavam do significado da original, como Lucifer ou Satan.

A Duvel é uma cerveja peculiar, pois é feita com maltes claros franceses, a levedura derivada de ales escocesas, lúpulos Saaz (tcheco) e Styrian Golding (esloveno) vindos do leste Europeu e somente a água é belga. Os maltes claros entraram para a receita da Duvel somente na década de 70 devido ao sucesso de cervejas claras na época. Antes a cor da Duvel era mais escura. Esta mistura resulta em uma cerveja com aparência clara e brilhante de uma Lager como uma Pilsener, com a robustez e a complexidade de uma Ale.

Uma das melhores partes de degustar uma Duvel é o ritual para serví-la. A taça da cerveja já é um espétáculo por si só, lindíssima. A temperatura de serviço deve estar entre 8 e 10°C para garantir a melhor percepção dos aromas e sabores da cerveja. Ao manipular a garrafa, devemos tomar o cuidado para não misturar a levedura que está decantada no fundo. Este mesmo cuidado deve ser tomado ao servir na taça, deixando a levedura na garrafa com um pouco da cerveja. Este ritual serve para deixar a cerveja límpida e transparente. A formação de espuma é tremenda e impressiona.

Que belo conjunto! Que espuma belíssima! Bem consistente.

Duvel - Belgian Golden Strong Ale, Ale, 8.5%ABV, garrafa 330ml.

Cor: Dourada, levemente turva (acabou caindo um pouco do fermento).
Espuma: Altíssima formação e duração, cor branca, com uma das conisitências mais densas e bonitas, deixando muitas marcas espessas pelas paredes da taça.
Aroma: Malte, doce, frutado (abacaxi, laranja), fermento, mel, álcool, picante, lúpulo, leve cítrico.
Paladar: Malte, doce, frutado (abacaxi, laranja), leve cítrico, fermento, mel, álcool, picante, amargor final, ótimo corpo.

Olha só o padrão das marcas deixadas pela espuma na taça.

Ótima cerveja. Complexa, clássica, deliciosa. A espuma é uma das mais bonitas do mundo da cerveja. Aroma frutado bem presente e gostoso. Boa presença de fermento e malte. Doce pronunciado no aroma e no sabor. Álcool presente mas muito bem equilibrado, mesmo quando a cerveja estava mais quente no copo. Esta vale ouro. Gostaria muito de poder comprá-la sempre que sentisse vontade, pagando um preço mais próximo do que é cobrado por ela na Europa, em torno de 2 Euros.

Veja um vídeo incrível da Duvel clicando aqui. É de dar água na boca!

10 comentários:

Claudinei disse...

Bela degustação, Rodrigo. Essa cerveja é realmente um espetáculo. Eu não me importo em misturar e servir na taça o fermento, já tenho esse hábito com as Weiss. Ele escurece um pouco o belo dourado da cerveja mas, ao meu ver, não influencia muito no sabor.

Infelizmente, ela só é encontrada em poucas e especializadas casas aqui em Sampa. Supermercados como Pão de Açúcar, Mambo e Carrefour bem que poderiam disponibilizá-la.

Abraço.

Rodrigo Campos disse...

Olá Claudinei,

Eu também não tomo todo este cuidado ao servir uma Duvel. Minha intenção foi descrever a proposta do fabricante. Gosto dela das duas formas. Uma delícia.

Assim como disse antes e você reforçou, seria muito bom mesmo poder comprar uma dessas sempre que quisesse em qualquer loja perto de casa. Para você é até um pouco mais fácil, pois pelo menos é possível comprar em SP. Aqui em Fortaleza não tem em lugar nenhum. Só compro pelas lojas da net ou através de alguém que traga de uma viagem.

É bom ver seu comentário por aqui.

Grande abraço.

Mauricio (BREJAS) disse...

Boas, Rodrigão!

A Duvel, pra mim, é a mais bela espuma do mundo cervejeiro.

Um abração.

The Trooper disse...

Excelente cerveza, una de las mejores que he probado, Muy buena tu descripcion Rodrigo.

Saludos.

Manzapivo disse...

Ahhh!! Agora estou bebendo uma Duvel. E incrível, cada vez mais descubro mais sabores.

Obrigado por seu comentario!!

Grande abraço.

Jean disse...

Prezado Rodrigo,

Parabéns pela postagem, ficou à altura da Duvel, que aliás, não precisa de comentários, concordas?

Um abraço,

Jean Claudi.

Rodrigo Campos disse...

Grande Mauricio!

Concordo com você, pois até hoje também não vi espuma mais bonita. Algumas até chegam perto.

The Trooper,

Esta também é uma das minhas preferidas apesar de que normalmente gosto de cervejas mais escuras e complexas. Mas a Duvel apesar de ser clara é bem complexa e redonda.

Manzapivo,

Realmente são muitos sabores. Deliciosos por sinal. Também agradeço seu comentário.

Jean,

Realmente a Duvel dispensa comentários. Concordo sim. Mas bem que ela MERECE eles! Que cerveja!

Grande abraço a todos.

Anônimo disse...

Quando servi no copo, infelizmente nao formouba espuma tao vistosa que vi em fotos. Eu abro a cerveja com uma moeda entre a tampa e o abridor para nao entortar a tampa, pois sou colecionador, isso pode ter afetado? Alem disso, acabei deixando no congelador e a servi muito gelada, isso pode afetar tambem??

Rodrigo Campos disse...

Com certeza uma temperatura muito baixa pode contribuir para uma menor formação de espuma. Uma dica para fazer mais espuma, além da temperatura correta (5 graus tá ótimo), é ir subindo a altura do gargalo da garrafa depois da metade da taça estar cheia, forçando o gás a se desprender mais da cerveja e formar mais espuma.

serge disse...

infelizmente a duvel deu exclusividade a um importador.este importador visa um lucro imediato e protege o bar dele.a duvel é a cerveja especial mais consumida na belgica.na belgica ninguém se preocupa com o fermento na base da garafa. ai o duvel e consumido numa temperatura baixa

Related Posts with Thumbnails