26 janeiro 2010

Staropramen


A cervejaria Staropramen (Pivovary Staropramen) foi criada no dia 23 de outubro de 1869, em Smíchov, distrito de Praga, capital da atual República Tcheca. A primeira leva de cerveja foi concluída no dia 1º de maio de 1871 e as vendas iniciaram no dia 15 de junho do mesmo ano. O nome Staropramen foi registrado em 1911.

O período entre Guerras foi uma época de muito crescimento e lucros, mas após o término da II Guerra Mundial a cervejaria foi nacionalizada devido ao regime socialista que se iniciou na Tchecoslováquia. Em 1992, com o fim do socialismo, a cervejaria Staropramen foi transformada em uma empresa pública junto com duas outras cervejarias. Em 1993, o grupo Britânico Bass virou acionista majoritário da cervejaria tcheca. Em junho de 2000, a Interbrew adquiriu o Grupo Bass, incluindo a Staropramen. Mais tarde, em 2004 a Interbrew se uniu à brasileira AMBEV para formar a InBev. Hoje a Staropramen é uma das marcas internacionais trabalhadas pela AB-InBev, é também a terceira cerveja tcheca mais exportada e pode ser encontrada em 36 países. Infelizmente o Brasil não é um desses 36 países e esta Staropramen veio da Argentina, onde era facilmente encontrada em alguns bares.


Staropramen - Bohemian Pilsner, Lager, 5%ABV, garrafa 330ml.

Cor: Dourada intensa/Âmbar clara, límpida, brilhante.
Espuma: Boa formação, média duração, cor branca, deixa muitas marcas pelo copo.
Aroma: Malte, pão, lúpulo.
Paladar: Malte, pão, lúpulo, bom amargor final de boa duração, corpo médio/baixo, alta carbonatação.

Boa Pilsen. Padrão bem intenso de malte com bom balanço proporcionado pelo amargor do lúpulo. O detalhe é que esta cerveja hoje é propriedade da AB-InBev e ainda por cima não é puro malte! Nos ingredientes consta a presença de xarope de maltose. Mesmo assim ela é muito boa (com certeza bem melhor que as nossas cervejas mais populares). Esta é uma prova de que ser puro malte ou seguir a lei de pureza não são regras rígidas para a produção de uma boa cerveja, são somente uma escolha da cervejaria e do mestre-cervejeiro.


6 comentários:

Chela disse...

Seja Convidado amigo Rodrigo a La Ronda #20.

Haya salud

brenand disse...

Tomei uma desta em Praga, na versão chopp. Muito boa cerveja.

Rodrigo Campos disse...

Oi Brenand,

Também achei muito boa, mas o chope em Praga deve ser melhor ainda!

Abraço.

Marcos Viana disse...

Estive em Praga em 1989. Bebi esta cerveja e nunca mais esqueci o nome. Pois bem, um amigo meu esteve lá semana passada e como eu havia comentado, ele hoje me trouxe três garrafas e uma tulipa de porcelana da cervejaria em Prega 8 (distrito ). Fui mostrar a ele a histporia da cerveja e achei seu blog, por sinal muito interessante.Parabéns. Tenho um também e tenho 42 seguidores. O meu é de textos políticos, crônicas e desabafos. http//redblogmv.blogspot.com

Marcos Viana disse...

Estive em Praga em 1989. Bebi esta cerveja e nunca mais esqueci o nome. Pois bem, um amigo meu esteve lá semana passada e como eu havia comentado, ele hoje me trouxe três garrafas e uma tulipa de porcelana da cervejaria em Prega 8 (distrito ). Fui mostrar a ele a histporia da cerveja e achei seu blog, por sinal muito interessante.Parabéns. Tenho um também e tenho 42 seguidores. O meu é de textos políticos, crônicas e desabafos. http//redblogmv.blogspot.com

Rodrigo Campos disse...

Olá Marcos,

Eu também gostei da cerveja. Seria bom ter ela por aqui, mas deve ser bem melhor tomar na cidade onde ela é fabricada.

Um dia eu vou lá.

Obrigado pelo elogio ao blog.

Um abraço.

Related Posts with Thumbnails