30 março 2009

Aecht Schlenkerla Rauchbier Marzen

Rauchbier é um estilo alemão de cerveja de baixa fermentação (lager) com aroma e sabor defumado. A secagem do malte de cevada para este tipo de cerveja é realizada através da queima de madeira, que produz fumaça e passa esta característica para o malte. Antigamente este proceso de secagem do malte era largamente utilizado na Alemanha, mas foi sendo substituído por outros métodos que produziam maltes mais claros devido ao sucesso das cervejas claras. As Rauchbiers modernas se tornaram tradição na cidade de Bamberg na Francônia, apesar de que hoje somente duas cervejarias produzem este estilo de cerveja na cidade, a Brauerei Spezial e a Heller-Bräu Trum KG, que produz a Aecht Schlenkerla Rauchbier.

A cervejaria foi fundada no ano de 1678 em um prédio que fora um antigo mosteiro. Em 1901, Michael Graser se tornou dono da cervejaria. Ele andava movimentando os braços de uma forma engraçada. No dialeto da Francônia, esta forma de andar era chamada de "schlenkern". As pessoas foram chamando o lugar por este nome, que permanece até hoje. Nas garrafas da cerveja é possível ver um desenho que tenta descrever esta forma de andar do antigo proprietário. O nome da cerveja é resultado da união das palavras Aecht, que significa genuino em alemão antigo, Schlenkerla, que descreve a forma engraçada de andar de Michael Graser que virou o nome da Taverna/Cervejaria, e Rauchbier, que significa cerveja defumada, já que rauch é fumaça em alemão.

Além da Marzen, a Heller-Bräu, produz ainda uma cerveja de trigo defumada (Rauch Weizen), uma Rauchbier Bock (Ur-Bock) e uma Lager clara (Helles Lager). No Brasil somente podemos encontrar a Marzen, além de algumas versões de cervejarias brasileiras como a Eisenbahn Rauchbier e a Bamberg Rauchbier, ambas com um defumado menos potente, mas bem perceptível. Aparentemente, as Rauchbiers são cervejas mais lupuladas do que lagers comuns para contrabalancear a potência dos maltes defumados.


Aecht Schlenkerla Rauchbier Marzen - Rauchbier, Lager, 5.1%ABV, garrafa 500ml.

Cor: Cobre escura, límpida.
Espuma: Média formação e baixa duração, de cor bege clara.
Aroma: Defumado intenso, bacon, torrado, malte, doce, lúpulo.
Paladar: Defumado, bacon, torrado, malte, doce, amargor final, corpo médio.

Muito boa, diferente e agradável apesar de ser extrema. O defumado e o bacon dominam o conjunto e são bem extremos. Costumo chamar esta cerveja de bacon líquido. Quando você se acostuma, pode ser tomada até em maiores quantidades. Para quem está conhecendo, pode ficar um pouco enjoativa e até mesmo assustar um pouco. As versões de cervejarias brasileiras podem ser uma boa opção para começar a se acostumar melhor com o estilo.

Rauchbier com feijoada, uma ótima combinação.

Na zitogastronomia, harmonização de cervejas com gastronomia, as Rauchbiers são uma ótima opção para harmonizar com carne de porco e salchichões. Feijoada também é uma boa escolha e combina perfeitamente com esta cerveja. Não sou fumante, mas as Rauchbiers também podem ser harmonizadas com charutos.

3 comentários:

Jean disse...

Prezado Rodrigo,

A primeira Rauchbier que provei foi a Schlenkerla e gostei bastante, apesar do susto: forte sabor de bacon/fumaça... Tomamos um barrilete de 5 litros, eu e mais dois comparsas... excelente iniciação, não?

A segunda que experimentei foi a Eisenbahn, que também é excelente, porém sem a "força" da Schelenkerla.

Num outro momento, degustei as duas simultaneamente e aí, caro amigo, repito os dizeres de um velho e filósofo amigo meu: "a comparação é a chave para a infelicidade". A Eisenbahn fica tímida perto da Schelenkerla!!

Como você bem disse, para quem não conhece o estilo, a sugestão de começar pela Eisenbahn é uma boa pedida.

Um abraço,

Jean Claudi.

Rodrigo Campos disse...

Olá Jean,

Também adoro a Schlenkerla Rauchbier, mas ela assustou alguns amigos meus.

A Eisenbahn realmente é mais fraca, bem mais fraca. Inclusive já peguei lote da Rauchbier que não tinha nada de defumado nela.

Vi lá no pão e cerveja suas aventuras de homebrewer. Muito bom!

Um abraço.

Felipe Huszar disse...

Bem diferente, mas interessante! Gostaria de saber o gosto.
Abraços!
Felipe
http://www.mundogastronomic.com.br

Related Posts with Thumbnails