04 janeiro 2009

Hoegaarden

A vila belga de Hoegaarden, distante a menos de uma hora de Bruxelas, era conhecida desde a idade média por suas Witbier. Em um certo momento da história, existiram cerca de 30 pequenas cervejarias por lá. Por volta de 1955, devido à competição com as cervejas lager e depois das duas grandes Guerras Mundiais a última dessas cervejarias fechou.

Em 1966, o jovem leiteiro Pierre Celis questionou o porque do desaparecimento do antigo estilo de cerveja e decidiu que era hora de reviver a receita tradicional. Com o suporte financeiro de seu pai e a ajuda de um mestre-cervejeiro veterano, Celis iniciou com uma pequena cervejaria chamada De Kluis, o claustro em português.

O sucesso da cervejaria foi grande e a produção cresceu de apenas 350 hectolitros em 1966 para 75.000 hectolitros em 1985. Muitas outras cervejarias começaram a fazer a sua própria Witbier. Entretanto, um incêndio destruiu parte da cervejaria em 1985. Para a reconstrução, Celis recebeu a ajuda de diversas cervejarias. Uma delas foi a Interbrew, hoje Anheuser-Busch Inbev, que investiu muito dinheiro para a compra de outros prédios. Celis sentiu-se pressionado a alterar a receita da sua cerveja para que ela fosse mais comercial e vendeu a cervejaria para a Interbrew em 1987.

Pierre Celis mudou-se para os EUA devido ao grande sucesso que sua cerveja fazia por lá e fundou uma nova cervejaria, a Celis Brewery, em Austin no Texas. Uma nova versão da Witbier foi fabricada por lá, a Celis White. Hoje a cervejaria é propiedade da Miller Company.

A Hoegaarden é a cerveja do estilo Witbier mais famosa do mundo. Seu nome vem da sua cor bem clara e significa cerveja branca. A Witbier é uma de cerveja de trigo no estilo belga, feita com o acréscimo de sementes de coentro e casca seca de laranja curaçao. Esta é a mesma fruta utilizada para produção de licor na ilha do Caribe de mesmo nome. Ela possui um amargor bem pronunciado, mas apesar disso sua casca é extremamente perfumada.

Sementes de coentro (coriander).


Laranja curaçao.



Hoegaarden - Witbier, Ale, 4.9% ABV, garrafa 330ml.

Cor: Amarela pálida, turva.
Espuma: Média formação e baixa duração, cor branca.
Aroma: Malte, trigo, doce, cítrico, frutado (laranja), especiarias, condimentado.
Paladar: Malte, trigo, doce, cítrico, frutado (laranja), condimentado, levíssimo amargor, alta carbonatação, refrescante, corpo médio/ baixo.

Boa cerveja. Clássica do estilo. É uma ótima escolha para quem estiver começando a conhecer cervejas diferentes. Ela tem bons preços e é facilmente encontrada em lojas e supermercados no Brasil e em várias partes do mundo. As sementes de coentro e a casca de laranja deixam um caráter condimentado e cítrico na cerveja, que fica bem refrescante e gostosa, fácil de beber.

Escute a pronúncia correta do nome Hoegaarden e de outras cervejas belgas clicando aqui.

No próximo post descreverei minha degustação da Hoegaarden Grand Cru, outra versão da cervejaria belga.

6 comentários:

Jean disse...

Prezado Rodrigo,

Excelente postagem!! A parte história ficou muito boa.

Parabéns,

Jean Claudi.

Rodrigo Campos disse...

Jean,

Tive um trabalhinho bom de pesquisa para reunir toda esta informação.
Obrigado pelo reconhecimento.

Abraço.

Ricardo Armengol - Red disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ricardo Armengol - Red disse...

Uma dica...

Ao servir a Hoegaarden, após colocar a cerveja no copo, acrescente uma fatia de limão siciliano, espremendo levemente... isso acrescenta um aroma e sabor incrível!

obs: corte a fatia de limão como se corta um limão para caiprinha.

Abraço,

Rodrigo Campos disse...

Olá Ricardo,

Agradeço a sua visita e a dica. Ainda não provei a Hoegaarden com limão mas vou tentar prová-la desta forma em outra oportunidade.

Abraço.

ninamoon disse...

Ótimo artigo. Experimentei hoje está cerveja. Foi de grande valia sua pesquisa. Parabéns.

Related Posts with Thumbnails